Blog

Como deve ser a recuperação da cirurgia plástica no verão

Como deve ser a recuperação da cirurgia plástica no verão

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 03/02/2017 - Atualizado 07/03/2019


Cirurgia plástica no verão ou no inverno? Quando um paciente decide realizar uma cirurgia plástica, logo surge a dúvida sobre qual o melhor momento a passar pelo procedimento.

Embora o período do inverno tenha suas vantagens, o verão também não trás problemas para fazer uma operação. Entretanto, nessa época mais quente do ano, os cuidados devem ser maiores.

Neste artigo, vamos explicar a melhor maneira de se recuperar de uma cirurgia plástica durante o período do verão.

Cirurgia plástica no verão: por que o cuidado deve ser maior?

O inverno costuma ser o período do ano em que as pessoas mais buscam pela cirurgia plástica. O clima frio tende a ser mais atrativo devido às baixas temperaturas e pela menor intensidade dos raios solares, o que facilita vários aspectos do pós-operatório.

No entanto, como dissemos, não existe problema nenhum em fazer uma cirurgia plástica no verão, quando essa é a época do ano em que o paciente encontra-se disponível.

A única diferença entre a cirurgia plástica nas duas estações são os cuidados adicionais em relação à incidência solar e ao calor. Temperaturas mais altas podem causar mais inchaço e isso, por si só, torna a recuperação da cirurgia plástica no verão ainda mais longa.

Entretanto, desde que o paciente siga todas as orientações do cirurgião plástico, os resultados não serão prejudicados. Basta que o pós-operatório siga algumas recomendações importantes, como listamos a seguir.

Principais cuidados na recuperação da cirurgia plástica no verão

Após a operação, algumas medidas serão indispensáveis para evitar complicações, no período do verão. Veja como se cuidar após uma cirurgia nessa época do ano:

Tenha um tempo livre para cuidar de você no pós-operatório

Antes de decidir fazer uma cirurgia plástica, existe um fator importante que precisa ser considerado: o tempo que deve ser dedicado apenas à recuperação.

A falta de atenção a esse processo influencia diretamente no resultado da cirurgia. A paciente precisa estar segura de que dispõe de tempo e logística adequados para passar pelo pós-operatório.

Por isso, às vezes, é melhor fazer a cirurgia plástica no verão e ter tempo suficiente para recuperar-se, mesmo sendo um pouco mais desconfortável do que operar no inverno e não poder seguir as recomendações médicas de repouso e cuidados diários.

Cuidado com o inchaço

Para minimizar o inchaço, é recomendado o uso de coletes feitos de tecidos antitranspirantes. Quando o procedimento exigir, o uso da cinta o tempo todo no primeiro mês é de extrema importância. Embora o calor possa incomodar, este deve ser feito indiscutivelmente, já que evita o inchaço excessivo e a fibrose.

Uma medida importante para adotar no pós operatório é a drenagem linfática, que também é muito útil na recuperação da cirurgia plástica no verão, por reduzir os hematomas e aliviar o desconforto.

Proteja-se do sol

Quanto aos cuidados com o sol, os pacientes não devem se expor diretamente à incidência solar durante os 30 primeiros dias, já que as cicatrizes podem escurecer e as manchas roxas podem adquirir um aspecto de tatuagem com a ação dos raios ultravioleta.

Entretanto, nas ocasiões em que for necessário se expor ao sol, o ideal é se proteger com protetor solar (FPS 60), além de fazer uso de roupas adequadas, pelo menos até que todos os hematomas desapareçam.

Da mesma forma, o uso de chapéus também é imprescindível, principalmente para quem realizou algum procedimento na face.

Toda cirurgia exige um tempo de recuperação e precaução na hora de se expor ao sol. No caso da mamoplastia de aumento, por exemplo, deve-se esperar, em média, dois meses antes de ir à praia ou à piscina. Ainda assim, quando se expor ao sol, a paciente deve sempre se atentar a ir nos horários mais seguros, antes das 10h e após as 16h.

As consequências da exposição ao sol intenso são aumento do inchaço, vermelhidão, dor, desconforto e manchas na pele.

Aumente a ingestão de água

Cirurgias maiores, principalmente as que envolvem retirada de gordura, apresentam um risco à parte: a desidratação. Portanto, é preciso ingerir mais de três litros de água por dia nos primeiros dias para evitar a hipotensão, que pode ser potencializada pelo calor excessivo.

Medidas gerais para o pós-operatório

Para que uma cirurgia plástica seja bem sucedida, primeiramente, é importante escolher um bom cirurgião. Dessa forma, uma conversa sincera sobre expectativas e resultados serão esclarecidas entre o paciente e o especialista.

Indicações sobre o pré-operatório prepararão o paciente para um procedimento cirúrgico ainda mais seguro e bem sucedido.

É importante orientar que cada tipo de cirurgia plástica tem cuidados específicos para uma boa recuperação. Entretanto, algumas medidas são aconselhadas para qualquer tipo de cirurgia plástica.

Confira algumas orientações gerais da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP):

Separe roupas confortáveis

Quando estiver se preparando para realizar uma cirurgia plástica, separe roupas confortáveis e fáceis de serem colocadas, para que não atrapalhe as imobilizações que a operação pode causar no período pós-cirúrgico.

Alimentação

Antes de realizar o procedimento cirúrgico, converse com o cirurgião plástico para verificar qual o melhor tipo de alimentação para adotar após a cirurgia. Assim que receber a orientação, providencie os alimentos antes da operação e deixe tudo preparado para a sua volta. Nos primeiros dias, é importante contar com uma pessoa que possa te ajudar em tarefas simples, como preparar suas refeições.

Proteja-se do sol

Quanto aos cuidados com o sol, os pacientes não devem se expor diretamente à incidência solar durante os 30 primeiros dias, já que as cicatrizes podem escurecer e as manchas roxas podem adquirir um aspecto de tatuagem com a ação dos raios ultravioleta.

Entretanto, nas ocasiões em que for necessário se expor ao sol, o ideal é se proteger com protetor solar (FPS 60), além de fazer uso de roupas adequadas, pelo menos até que todos os hematomas desapareçam.

Da mesma forma, o uso de chapéus também é imprescindível, principalmente para quem realizou algum procedimento na face.

Toda cirurgia exige um tempo de recuperação e precaução na hora de se expor ao sol. No caso da mamoplastia de aumento, por exemplo, deve-se esperar, em média, dois meses antes de ir à praia ou à piscina. Ainda assim, quando se expor ao sol, a paciente deve sempre se atentar a ir nos horários mais seguros, antes das 10h e após as 16h.

As consequências da exposição ao sol intenso são aumento do inchaço, vermelhidão, dor, desconforto e manchas na pele.

Aumente a ingestão de água

Cirurgias maiores, principalmente as que envolvem retirada de gordura, apresentam um risco à parte: a desidratação. Portanto, é preciso ingerir mais de três litros de água por dia nos primeiros dias para evitar a hipotensão, que pode ser potencializada pelo calor excessivo.

Medidas gerais para o pós-operatório

Para que uma cirurgia plástica seja bem sucedida, primeiramente, é importante escolher um bom cirurgião. Dessa forma, uma conversa sincera sobre expectativas e resultados serão esclarecidas entre o paciente e o especialista.

Indicações sobre o pré-operatório prepararão o paciente para um procedimento cirúrgico ainda mais seguro e bem sucedido.

É importante orientar que cada tipo de cirurgia plástica tem cuidados específicos para uma boa recuperação. Entretanto, algumas medidas são aconselhadas para qualquer tipo de cirurgia plástica.

Confira algumas orientações gerais da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP):

Separe roupas confortáveis

Quando estiver se preparando para realizar uma cirurgia plástica, separe roupas confortáveis e fáceis de serem colocadas, para que não atrapalhe as imobilizações que a operação pode causar no período pós-cirúrgico.

Alimentação

Antes de realizar o procedimento cirúrgico, converse com o cirurgião plástico para verificar qual o melhor tipo de alimentação para adotar após a cirurgia. Assim que receber a orientação, providencie os alimentos antes da operação e deixe tudo preparado para a sua volta. Nos primeiros dias, é importante contar com uma pessoa que possa te ajudar em tarefas simples, como preparar suas refeições.

O que é importante evitar

Alguns hábitos devem ser evitados no pós-operatório, para que os resultados não sejam prejudicados:

  • não fumar nos 40 dias após a cirurgia plástica;
  • evitar o uso de coagulantes nos 21 dias seguintes da operação;
  • não fazer uso da pílula anticoncepcional por 30 dias após a cirurgia;
  • é fundamental não ignorar a posição para dormir orientada pelo especialista, já que pode acarretar problemas;
  • evitar a prática de atividades físicas para não interferir no processo de cicatrização
  • não falte aos retornos solicitados pelo cirurgião plástico, já que é fundamental observar como está a recuperação.

Por isso, esteja atento aos cuidados do pós-operatório, pois será decisivo para uma recuperação de qualidade e para a conquista de resultados cada vez melhores.

Gostou do artigo? Entre em contato com nossa equipe em caso de dúvidas.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.