Blog

Fisioterapia dermatofuncional é novidade em serviços oferecidos pela Clínica Parente

Fisioterapia dermatofuncional é novidade em serviços oferecidos pela Clínica Parente

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 03/05/2019 - Atualizado 31/05/2019


fisioterapia dermatofuncional vem mostrando, cada vez mais, os melhores resultados no pré e pós-operatório das cirurgias plásticas.

Inúmeros benefícios são proporcionados por meio das práticas que compõe a fisioterapia funcional, sendo capaz de promover bem-estar, juntamente com a manutenção da saúde física, mental e psicológica dos pacientes que se tratam por essa especialidade.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o assunto? Este artigo lhe explica em que consiste esse ramo da fisioterapia, abordando seus principais benefícios e funcionalidades.

Ouça este conteúdo:

O que é fisioterapia dermatofuncional?                           

fisioterapia dermatofuncional consiste em uma especialidade da fisioterapia que tem como finalidade atuar na saúde da pele, de maneira geral. Ou seja, o profissional destinado a aplicar as técnicas dessa especialidade irá recuperar, prevenir e manter os aspectos saudáveis de todo o tecido epitelial.

É importante ressaltar que essa é uma profissão reconhecida e assegurada pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), sendo autorizada a execução do ofício apenas para os profissionais qualificados e devidamente especializados nessa área.

Normalmente, o fisioterapeuta dermatofuncional atua juntamente com outros profissionais, a fim de proporcionar um tratamento integrado e completo ao paciente. No caso da cirurgia plástica, por exemplo, o fisioterapeuta dermatofuncional é responsável pelo bom funcionamento do pré e pós-operatório.                  

Além do trabalho do cirurgião plástico, o fisioterapeuta dermatofuncional auxilia na eficácia dos resultados, pois atua tanto na preparação para a intervenção cirúrgica, quanto no pós operatório, acelerando o processo de recuperação e prevenindo o surgimento de complicações.

Mas para isso, esse especialista deve seguir algumas regras de segurança já estabelecidas para a atuação da profissão.

Requisitos importantes para o fisioterapeuta dermatofuncional

Associação Brasileira de Fisioterapia Dermatofuncional (BRAFIDEF) adverte algumas premissas básicas para a atuação desse profissional no ramo da cirurgia plástica:

  • a abordagem terapêutica utilizada deve ser conduzida de forma personalizada e individual, excluindo protocolos pré-estabelecidos;
  • os tratamentos utilizados para a recuperação dos tecidos cicatriciais devem ser destinados para cada procedimento cirúrgico de maneira específica;
  • para o reparo no pós-operatório, é fundamental que o profissional seja um fisioterapeuta especializado em fisioterapia dermatofuncional, para obter os resultados mais seguros para o procedimento;
  • caso o paciente tenha dúvidas, o ideal é que ele peça uma indicação de um fisioterapeuta dermatofuncional para o seu cirurgião plástico, a fim de evitar complicações de profissionais não regulamentados.

Veremos, agora, de que maneira o fisioterapeuta dermatofuncional pode atuar no pré e pós-operatório das cirurgias plásticas.

Como o fisioterapeuta dermatofuncional ajuda nos procedimentos de cirurgia plástica?

Quando o paciente passa por uma cirurgia plástica, seja um procedimento estético ou reparador, é importante que haja uma recuperação funcional adequada.

Ou seja, após um procedimento cirúrgico dessa natureza, a pele irá passar por um processo de reparo da formação dos tecidos cicatriciais, e a fisioterapia dermatofuncional terá um papel fundamental nessa reabilitação.

Além disso, é importante que o fisioterapeuta dermatofuncional auxilie o paciente no pré-operatório. Veja como a seguir.

Pré-operatório                           

De maneira geral, no pré-operatório, o profissional faz uma avaliação fisioterápica ampla do paciente, documentando as características prévias do indivíduo. É possível que seja indicada a drenagem linfática para prevenir possíveis edemas pós-operatórios, principalmente em pacientes com quadros de obesidade.

Além disso, o fisioterapia dermatofuncional é responsável por orientar o paciente quanto ao uso de cremes hidratantes específicos, destinados a manter as propriedades elásticas e adequações do metabolismo cutâneo.

Pós-operatório

Já no pós-operatório, a fisioterapia dermatofuncional atua realizando uma reavaliação fisioterapêutica, comparando as características do paciente com o estado anterior à cirurgia.

Também é indicada a análise de trofismo cutâneo e muscular; assim como do processo de cicatrizaçãoanálise do edema e testes de dor e sensibilidade das regiões que passaram pelo procedimento.

Entretanto, a atuação do especialista será específica para cada tipo de procedimento. Podemos citar, dentre os principais ramos de atuação do fisioterapeuta dermatofuncional dentro da cirurgia plástica:

  • rinoplastia;
  • abdominoplastia;
  • lipoaspiração;
  • blefaroplastia;
  • lifting de face; 
  • mamoplastia.

Gostou do artigo? Entre em contato com a Clínica Parente para maiores informações ou para marcar uma consulta com um fisioterapeuta dermatofuncional de confiança.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.