Blog

Flacidez na barriga: por que ela surge e como resolver?

Flacidez na barriga: por que ela surge e como resolver?

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 15/03/2018 - Atualizado 08/02/2019


O envelhecimento da pele é um processo natural, gradativo e irreversível. Por exemplo, a flacidez na barriga e a perda de elasticidade da cútis na região abdominal não têm como ser evitada. No entanto, isso não impede que a condição seja atrasada.

Cuidar da saúde da pele do abdômen, assim como das outras partes do corpo, é uma excelente maneira de fazer com que os efeitos da idade sejam amenizados. A flacidez na barriga é caracterizada pela falta de fibras de sustentação da pele (colágeno e elastina) que sofreram alterações  devido à idade, à gravidez ou a um grande processo de emagrecimento.

Principais causas da flacidez na barriga

Existem dois tipos de flacidez, a muscular e a dérmica. A flacidez muscular é profunda e mais difícil de ser tratada, pois aparece em decorrência do desgaste das fibras de sustentação dos músculos. Já a flacidez dérmica, a mais comum, apresenta uma mera desorganização dessas fibras.

Flacidez Muscular

Ocasionada pela junção dos maus hábitos alimentares e do sedentarismo, a flacidez muscular na barriga se refere à redução dos índices de massa magra no corpo de uma determinada pessoa.

Pelo fato da massa magra se referir aos músculos, quando há perda ou ganho de peso de forma muito rápida, a pele estica para se adaptar ao novo formato do corpo, tornando-se mole. Esta é a principal característica da flacidez muscular.

Para emagrecer e perder gordura localizada com saúde, é necessário fazer uma reeducação alimentar, ao invés de uma dieta mirabolante com restrições exacerbadas, pois o organismo necessita de vários tipos de nutrientes, diariamente.

Em conjunto, os exercícios físicos, as atividades aeróbicas, as artes marciais, os esportes, a ioga, o pilates e a dança são responsáveis por tonificar os músculos e aumentar os índices de massa magra no corpo, sendo que a alimentação ficará responsável pela perda de gordura localizada.

Quem engorda muito rápido por causa de maus hábitos alimentares e de sedentarismo também sofre com a flacidez muscular, pois, neste caso, a pele também é esticada para se adaptar ao novo peso e aos novos índices de gordura localizada.

Flacidez Dérmica

Ocasionada por fatores ambientais, biológicos, hormonais ou genéticos, a flacidez dérmica na barriga é mais superficial do que a flacidez muscular. Este tipo de flacidez está ligado, por exemplo, à poluição do ar, ao envelhecimento, aos descontroles hormonais e, também, às heranças genéticas.

É o caso de uma pessoa, que, por exemplo, tende a sofrer com o envelhecimento precoce em decorrência dos fatores genéticos. Além das linhas de expressão, também surge a flacidez dérmica, que é a perda da elasticidade natural da pele. A condição faz com que os músculos percam a sua tonificação, então a pele fica mais mole e marcada.

Neste processo de envelhecimento, é necessário realizar exercícios físicos e reeducação alimentar para fortalecer os músculos e manter o peso. Também é preciso proteger a pele através do uso de protetor solar e cremes de tratamento.

Alguns tratamentos cirúrgicos também podem ser utilizados para rejuvenescer as regiões da pele com flacidez dérmica. Esse problema pode surgir em qualquer área, como rosto, pernas, braços, glúteos e barriga.

Tratamentos cirúrgicos para flacidez na barriga

Abdominoplastia

Mesmo pessoas com peso corporal e proporção normais, podem desenvolver flacidez na barriga. A abdominoplastia é o procedimento que remove o excesso de pele e, na maioria dos casos, restaura músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado.

Embora os resultados de um procedimento de abdominoplastia sejam tecnicamente permanentes, podem diminuir devido a oscilações significativas no peso. Pessoas que planejam emagrecer substancialmente ou mulheres que consideram futuras gestações são aconselhadas a postergar a cirurgia de abdominoplastia.

Contorno Corporal

Gordura em excesso e flacidez de pele são removidas na cirurgia de contorno corporal, ou body lifting, para tratar a precária elasticidade de tecidos moles. O procedimento pode ser realizado na área abdominal, glúteos, virilha e coxas. O comprimento da incisão depende do excesso de pele a ser removido, assim como da avaliação do cirurgião.

Pode levar dois anos ou mais para que os resultados finais dos procedimentos apareçam completamente. O resultado depende da manutenção de um peso estável, boa forma, do tipo de pele e de características hereditárias. Como o corpo envelhece, é natural perder certa firmeza com o passar do tempo.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.