Blog

Qual é a diferença entre mastopexia e mamoplastia de aumento?

Qual é a diferença entre mastopexia e mamoplastia de aumento?

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 11/12/2018 - Atualizado 07/03/2019


Você conhece a diferença entre mastopexia e mamoplastia de aumento? Essa é uma dúvida muito comum quando se decide passar por uma cirurgia plástica das mamas.

Apesar das duas operações serem indicadas para aumentar a autoestima e manter o equilíbrio corporal, é importante orientar que cada uma delas serve a um propósito único.

Neste artigo você pode tirar as dúvidas mais comuns sobre os procedimentos, e entender um pouco mais sobre as cirurgias plásticas para melhorar o aspecto das mamas. Confira:

Entenda a diferença entre mastopexia e mamoplastia de aumento e saiba qual escolher

Para muitas mulheres que buscam corrigir e melhorar a aparência das mamas, pode ser difícil saber qual das alternativas disponíveis é a ideal para seu caso em específico, já que ambos os procedimentos são destinados a melhorar a aparência dos seios.

Vejamos o que cada uma das cirurgias plásticas pode oferecer:

Mamoplastia de aumento

A cirurgia plástica em que é introduzida implantes de silicone nas mamas é chamada de mamoplastia de aumento.  Dentre as cirurgias mamárias, a mamoplastia de aumento, geralmente, é a mais conhecida. Por isso, na maioria das vezes, a primeira opção de todas as mulheres é por esse tipo de procedimento.

A técnica se baseia em implantar ou restaurar o volume perdido das mamas devido à gravidez, a perda de peso, entre outros fatores. Além disso, o procedimento possibilita uma maior firmeza das mamas. Por isso, essa cirurgia é mais indicada para as pacientes com mamas pequenas.

Mastopexia

Caso a flacidez das mamas seja o fator que mais incomoda a paciente, o cirurgião plástico irá optar por realizar um reposicionamento das mamas. Portanto, nesse caso, a alternativa mais indicada é procedimento de levantar os seios, por meio da mastopexia, conhecido também como lifting de mama.

A mastopexia também é um dos procedimentos escolhidos quando for necessário a retirada do excesso de pele das mamas. Essa quantidade de tecido excedente é um problema que atinge a grande maioria das mulheres e é algo que tende a surgir naturalmente, mas graças à cirurgia plástica, é possível lidar com a situação.

O excesso de pele das mamas pode acontecer em decorrência da própria genética da paciente, assim como pelo envelhecimento, após passar por uma gravidez e a amamentação ou, ainda, por oscilações de peso.

Além disso, a cirurgia reposiciona a aréola e o tecido mamário de uma maneira proporcional e mais próximo possível do natural.

É importante salientar que a mastopexia não interfere no volume das mamas, ou seja, não aumenta e nem diminui o seu tamanho. Portanto, podemos dizer que essa é a principal diferença entre mastopexia e mamoplastia de aumento.

Mas e quando a paciente apresenta insatisfação tanto com o tamanho das mamase com a flacidez e excesso de pele?

É possível fazer a mamoplastia de aumento e a mastopexia ao mesmo tempo?

Felizmente, é possível unir as duas cirurgias plásticas para melhorar o aspecto das mamas. Nesse caso, o procedimento é chamado de mastopexia com prótese e os benefícios das duas técnicas são somados para a conquista de resultados mais satisfatórios para a paciente.

Entretanto, dependendo de cada caso e do grau de flacidez apresentado pelas mamas da paciente, o cirurgião plástico poderá optar também em dividir a cirurgia em duas etapas.  Assim, é possível que o organismo tenha tempo para se recuperar de forma mais adequada, influenciando consequentemente nos resultados do procedimento.

Além disso, essa espera pode ser fundamental para diminuir os riscos da cirurgia plástica, já que são técnicas delicadas. Por isso, caso não seja realizada por um cirurgião plástico de confiança, é possível que a mastopexia com prótese acarrete na ruptura da pele da região mamária, assim como pode reduzir a sensibilidade das mamas ou provocar a perda total do mamilo.

Cuidado ao escolher o seu cirurgião plástico

É muito importante que a paciente esteja preparada para realizar o procedimento de reparação das mamas. Exponha todas as suas dúvidas na primeira consulta com o cirurgião plástico e observe o comportamento do profissional, notando se o especialista te transmite confiança.

Além disso, desconfie de preços muito baixos, pois esse não é um momento de economizar. Assim sendo, é fundamental estar disposto a arcar com as despesas de um cirurgião de confiança, uma equipe profissional de qualidade e um pós-operatório tranquilo.

As orientações do cirurgião plástico no pós-operatório são essenciais para a conquista dos melhores resultados. Toda cirurgia plástica deve respeitar as etapas necessárias para a eficácia do procedimento: consulta para a decisão da operação, pré-operatório, procedimento cirúrgico e recuperação da operação.

Preparação e recuperação da cirurgia plástica das mamas

De uma maneira geral, embora a mastopexia e mamoplastia de aumento sejam procedimentos com objetivos diferentes, é importante orientar que ambas as cirurgias possuem um pré e pós-operatório bastante parecidos.

Por exemplo, na preparação para a operação, é necessário realizar exames de sangue e de imagem, além de suspender o uso de alguns medicamentos e parar de fumar, quando for o caso. Além disso, é preciso avaliar o histórico de saúde e familiar da paciente, principalmente em relação ao câncer de mama. O especialista irá fazer uma profunda análise clínica da paciente.

Já no pós-operatório, as recomendações tanto para a mastopexia quanto para a mamoplastia de aumento incluem:

  • não movimentar os braços excessivamente;
  • não levantar os cotovelos até acima dos ombros nos primeiros sete dias;
  • não deitar-se de bruços durante os primeiros dois meses;
  • usar o sutiã modelador durante um mês;
  • manter a área operada limpa e seca, sem mexer nas fitas de micropore;
  • não fazer atividades físicas que demandem esforço da região operada por, no mínimo, três meses;
  • evitar a exposição ao sol nesse período.

O conjunto específico de informações necessárias para a preparação e a recuperação de qualquer cirurgia nas mamas só poderá ser fornecido por um cirurgião plástico qualificado.

Agende uma consulta com um especialista que te transmita confiança e seja habilitado para realizar qualquer um dos procedimentos.

Quer saber mais sobre cirurgia plástica? Acesse o Instagram da Clínica Parente e acompanhe informações diretamente na sua timeline.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.