Blog

Quem pode fazer mamoplastia de aumento, afinal?

Quem pode fazer mamoplastia de aumento, afinal?

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 09/12/2016


A cirurgia de mamoplastia de aumento pode influenciar positivamente na autoestima e na autoconfiança de uma mulher ao alterar o tamanho e a projeção das mamas e promover a melhora de seu contorno corporal. Os implantes também podem ser utilizados para reconstruir uma ou ambas as mamas de pacientes que sofreram lesão ou passaram pela mastectomia em decorrência do tratamento do câncer. Mas, além delas, quem pode fazer mamoplastia de aumento?

Por ser um procedimento altamente individualizado, a paciente deve levar em conta os próprios desejos e necessidades ao optar por fazê-lo, e não sentir que deve adaptar-se a um tipo de imagem ideal. Os pré-requisitos para quem pode fazer mamoplastia de aumento são:

  • estar fisicamente saudável;
  • ter expectativas realistas;
  • ter as mamas já totalmente desenvolvidas;
  • sentir-se incomodada com a sensação de que suas mamas são muito pequenas;
  • estar insatisfeita com a perda de forma e volume após a gravidez, a perda de peso ou o envelhecimento.

Quando as mamas diferenciam-se em tamanho e forma, e uma ou ambas não se desenvolveram como deveriam, a paciente também faz parte da lista de quem pode fazer mamoplastia de aumento.

É importante salientar que a cirurgia não corrige mamas caídas pela flacidez. Caso seja esse o problema a resolver, o procedimento mais indicado é a mastopexia, que pode ser realizado junto com a mamoplastia de aumento ou em uma segunda oportunidade. A decisão depende de fatores como as condições médicas da paciente.

Quem pode fazer mamoplastia de aumento deve estar ciente dos riscos

Só a paciente pode decidir se vale a pena submeter-se à cirurgia, apesar dos riscos, e se as possíveis complicações são aceitáveis. O cirurgião auxilia na decisão explicando tudo que é preciso saber sobre o procedimento. Ao final, a mulher assina um termo de consentimento assegurando que compreendeu plenamente todas as questões relacionadas à mamoplastia de aumento.

Alguns dos possíveis riscos para quem pode fazer mamoplastia de aumento são:

  • cicatrizes desfavoráveis ou má cicatrização;
  • sangramento;
  • infecção;
  • alteração de sensibilidade da mama ou do mamilo, temporária ou permanentemente;
  • contratura capsular (formação de tecido cicatricial rígido em torno do implante);
  • enrugamento da pele sobre o implante;
  • dor;
  • trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares.

Embora existam complicações relacionadas aos implantes, eles não são prejudiciais à saúde da mama. Pesquisas científicas não relataram nenhuma relação comprovada entre implantes mamários e doenças autoimunes.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.