Blog

Qual técnica é a mais indicada para acabar com as olheiras?

Qual técnica é a mais indicada para acabar com as olheiras?

Por: - Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674
Publicado em 05/11/2017 - Atualizado 08/02/2019


Quando o assunto é manter um rosto bonito e saudável, as dicas para acabar com as olheiras se tornam imprescindíveis. Isso porque a olheira é uma das principais causas de desconforto entre homens e mulheres, que acabam tendo que apelar, quase sempre, para o uso de um corretivo.

As olheiras se manifestam como “bolsas” abaixo dos olhos, e podem possuir coloração escura, flacidez, rugas ou sulcos. Normalmente, o problema confere à face um aspecto envelhecido e cansado, prejudicando o seu visual.

As causas do aparecimento das olheiras são variadas. Geralmente, quando elas ficam mais evidentes, a falta de repouso é apontada como a principal culpada. Contudo, o problema não é causado exclusivamente por causa do cansaço.

Veja alguns fatores que podem desencadear o aparecimento de olheiras:

  • formação óssea do rosto;
  • fator genético;
  • veias azuis;
  • exposição ao sol;
  • problemas de circulação;
  • alergias;
  • fricção ao limpar ou coçar os olhos;
  • distúrbios do sono;
  • desregulação hormonal;
  • ciclo menstrual;
  • estresse;
  • má alimentação;
  • tabagismo.

Estes fatores podem desencadear uma deposição de pigmentos escuros (produzidos por células da pele, chamadas melanócitos) em torno dos olhos. A pele do local também pode ficar mais fina, permitindo a visualização de vasos capilares. Outro resultado é a presença de olhos fundos e protuberância de bolsas de gordura embaixo dos olhos.

Para quem sofre com as olheiras, o ideal é apostar em tratamentos eficazes, para garantir um rosto mais saudável e bonito.

Antes de ter que acabar com as olheiras, previna-as!

Ao se ter conhecimento das causas do aparecimento das olheiras, é possível definir as formas de prevenção do problema:

  • durma ao menos oito horas para manter a pele mais saudável e não ficar com a “expressão cansada” durante o dia;
  • evite o consumo em excesso de açúcar. Alimentar-se de forma errada faz os vasos sanguíneos da região dos olhos dilatarem-se, deixando a região escura;
  • coma bastante fruta, couve e outras folhas verdes. Estes alimentos são ricos em antioxidantes, que diminuem a inflamação da região dos olhos;
  • evite ao máximo cigarro e bebidas alcoólicas, pois eles provocam a dilatação e o aumento do fluxo sanguíneo, deixando os vasinhos abaixo dos olhos bem mais visíveis;
  • opte por usar óculos de sol que tenham proteção UV. A exposição à radiação ultravioleta pode causar o aumento da pigmentação das olheiras;
  • hidrate a região dos olhos com cremes que contenham ingredientes suaves e naturais, como aloe vera e camomila;
  • use sempre o protetor solar.

Melhor técnica para acabar com as olheiras

Caso o problema já esteja visível, o mais correto é realizar um tratamento para acabar com as olheiras. E a melhor técnica é o preenchimento facial.

Também chamado de preenchimento cutâneo, o preenchimento facial utiliza o ácido hialurônico, um composto orgânico constituído de ácido glucurônico e N-acetilglucosamina, para a manutenção das fibras de colágeno que dão sustentação à pele.

O procedimento é indicado para mulheres e homens adultos que apresentam “sulcos”, escuros ou não, abaixo dos olhos, que prejudicam a sua harmonia facial.

A técnica é realizada no consultório de um cirurgião plástico, em local apropriado para procedimentos estéticos. Para amenizar o desconforto do procedimento, pode ser aplicada uma anestesia local tópica ou injetável, de acordo com cada caso.

O médico, primeiramente, irá definir a área a ser preenchida. Utilizando uma pequena agulha ou microcânulas, o ácido é aplicado em pequenas doses.

O tipo de técnica, densidade do ácido e a quantidade a ser aplicada vai depender da gravidade das olheiras. O cirurgião plástico aplica a quantidade necessária somente para corrigir a falta de volume local, mantendo as características naturais do paciente.

Parte do efeito já é percebido no dia da aplicação, porém, há melhora gradual por cerca de dois meses. Logo após o preenchimento, pequenos hematomas podem se formar. Eles regridem em aproximadamente uma semana.

O preenchimento facial não é permanente. Para que os resultados permaneçam, é preciso se submeter novamente a ele após algum tempo. Caso o paciente decida não refazer o preenchimento facial, a aparência retornará à sua forma inicial.

Material escrito por:
Cirurgião Plástico - CRM/SC 8130 RQE 2674

Formado em medicina pela UFSC e mestre em Cirurgia Plástica pela USP, o Dr. Evandro Parente dedica sua carreira para aliar o relacionamento de confiança com seus pacientes e a qualidade nos resultados. É membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da qual foi presidente na regional Santa Catarina.