Mamoplastia redutora

Mamoplastia redutora

A mamoplastia redutora é a cirurgia plástica destinada a diminuir o tamanho das mamas, proporcionando um aspecto mais harmonioso para a paciente.

Nesse artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre esse procedimento que vem mudando a vida de tantas mulheres insatisfeitas com as suas mamas. Acompanhe e tire suas dúvidas!

Mamoplastia redutora: para quem é indicada?

mamoplastia redutora atua removendo o excesso de gordura da região mamária, assim, como o acúmulo de pele e tecido glandular. Desta forma, é possível obter um aspecto proporcional ao corpo da paciente, aliviando todos os desconfortos associados à mamas muito grandes.

Ou seja, a mamoplastia redutora é especialmente indicada para as mulheres que sofrem com dor nas costas, no pescoço e ombros, em decorrência do acúmulo de peso do tecido mamário.

É importante orientar que a redução de mama pode ser realizada em qualquer idade, embora apresente melhores resultados quando os seios já se encontram totalmente desenvolvidos.

Como é feito o procedimento?

A retirada de pele, gordura e tecido glandular pode ser feita por uma incisão cirúrgica nos seios, mas a técnica utilizada dependerá de alguns fatores observados pelo cirurgião. Dependendo do caso, a remoção do excesso de gordura no local poderá ser feita por lipoaspiração, não sendo necessária a incisão cirúrgica.

Isso vai depender do aconselhamento do cirurgião plástico para a melhor maneira de realizar o procedimento. O especialista levará em consideração a composição e as particularidades anatômicas da mama de cada paciente, assim como a preferência pessoal e quantidade desejada a ser retirada.

O procedimento é feito nas seguintes etapas:

  • anestesia: a paciente é sedada por anestesia geral durante o procedimento;
  • incisão cirúrgica: o cirurgião irá decidir o melhor tipo de incisão para cada caso (padrão circular ao redor da aréola, padrão de fechadura ou forma de raquete e padrão em forma de T invertido);
  • remoção do tecido: após a incisão mamária, o tecido mamário excedente é removido, sendo posteriormente levantado e modelado;
  • reposicionamento das mamas: quanto ao mamilo e a aréola, estes são reposicionados de maneira proporcional aos melhores resultados;
  • fechamento das incisões: as suturas serão feitas em camadas profundas no tecido mamário, para sustentar os seios da melhor forma possível.

Após o procedimento, os cuidados continuam e é muito importante estar atenta às indicações do médico, para conquistar os melhores resultados.

Após o procedimento

Após a mamoplastia redutora, as incisões serão cobertas com gazes e micropore. Outro cuidado importante é o uso de uma bandagem elástica ou sutiã apropriado, que deverá ser utilizado para a melhor sustentação dos seios e a diminuição do inchaço.

Caso seja necessário, um dreno será utilizado para retirar o excesso de sangue e fluido que possam ainda estar acumulados.

Além disso, caso a paciente sinta os batimentos cardíacos anormais, falta de ar ou dores no peito, é preciso que ela procure ajuda médica imediatamente.

E após feita a cirurgia, em quanto tempo é possível ver os resultados da mamoplastia redutora?

Quais resultados podem ser esperados após a mamoplastia redutora?

Com a escolha de um cirurgião plástico qualificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a paciente pode sentir-se segura em realizar o procedimento e, consequentemente, esperar os melhores resultados.

Após o procedimento, já é possível notar a redução das mamas. Embora as cicatrizes sejam permanentes, na maioria dos casos, tendem a melhorar significativamente ao longo do tempo.

No entanto, o aspecto geral da transformação dos seios poderá ser analisado após a diminuição completa do inchaço.

Alívio de dores e maior autoestima

Logo após a redução das mamas, a paciente já pode sentir maior alívio das dores e uma menor limitação física. Além disso, a nova aparência das mamas proporciona maior autoestima e autoconfiança para as mulheres que antes sofriam, de alguma forma, com o tamanho desproporcional das mamas.

Escute as recomendações do seu cirurgião plástico

É importante estar atento às sugestões do cirurgião plástico sobre a melhor forma de realizar o procedimento. Da mesma forma, após a redução das mamas, é importante fazer o controle do peso para que o aspecto dos seios não se modifiquem, novamente. Além disso, o envelhecimento, a gravidez e alguns fatores hormonais podem alterar os resultados da cirurgia.

Por isso, converse bastante com o seu médico sobre o melhor momento de realizar a mamoplastia redutora. Confie nas indicações repassadas e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto. Não ter pressa é fundamental para atingir os melhores resultados.

Entre em contato com a nossa equipe para receber mais informações sobre a mamoplastia redutora e outros procedimentos cirúrgicos. Que tal agendar uma consulta e fazer todas as perguntas que te deixam em dúvida sobre o tema?

Contato

Preencha o formulário abaixo para tirar dúvidas ou agendar uma consulta na Clínica Parente.